segunda-feira, 28 de novembro de 2011

na lata


na luta

da vida

na lavra

da lida

labuta

palavra






.




[r.m.]
+
Giorgio Morandi [1890-1964]; Natura morta [1962]; pencil on paper; 13,8 x 21,9 cm.

6 comentários:

Cristiano Marcell disse...

A palavra lavra
O livro
É o crivo!

Raul Motta disse...

Cristiano,

de repente - repente!

Abraços!

Alice disse...

Palavra faz o quer da gente, e a gente nem percebe às vezes.

Beijo

Raul Motta disse...

O poema existe - quando exige!

Abraços, bons caminhos...

Jozi Elen Fleck disse...

Cada vez que eu venho aqui, salvo o meu dia! Que lindo!
Abraços,
Jozi
O lugar das Cores Escritas

Raul Motta disse...

Valeu, Jozi!

Poesia é a única auto-ajuda que não atrapalha...

Abraços, bons caminhos!