quarta-feira, 8 de julho de 2009

in corpore

o corpo da palavra
não é
o meu

o corpo da palavra
é um
duplo de mim

o corpo da palavra
não me é
estranho

e

se
de repente
me entranho

rápido e rasteiro
saio
inteiro

o corpo da palavra
não é
meu




[ R.M. ]