quinta-feira, 12 de agosto de 2010

o que é desenhar


"Os comedores de batatas"
óleo s/ tela, Nuenen, abril de 1885
+
fac-simile/esboço em carta ao irmão Théo


"O que é desenhar? Como o conseguimos? É a ação de abrir-se um caminho através de um muro de ferro invisível, que parece encontrar-se entre o que sentimos e o que podemos. Como atravessar este muro já que de nada serve golpeá-lo com força? Devemos minar este muro e atravessá-lo à base de lima e, no meu entender, lentamente e com paciência. E é assim que poderemos continuar assíduos neste trabalho sem nos distrairmos, a menos que não ponderemos e não arranjemos nossas vidas segundo nossos princípios. E isto vale tanto para as coisas artísticas quanto para as outras. E a grandeza não é uma coisa fortuita, ela deve ser desejada. Determinar se os atos de um homem devem conduzí-lo aos princípios, ou os princípios aos atos, esta é uma coisa que me parece tão difícil de saber, e que vale tanto a pena quanto saber quem nasceu primeiro, se a galinha ou o ovo. Mas considero como uma coisa positiva e de grande importância que nos esforcemos em desenvolver nossa energia e nosso pensamento."


Vincent Van Gogh [1853-1890]


.


.


Texto extraído de:
Van Gogh, Vincent. Cartas a Théo / Vincent Van Gogh; tradução de Pierre Ruprecht; Porto Alegre: LP&M, 2002
[trecho da carta 237; p.102]

5 comentários:

nydia bonetti disse...

"O scrittore, con quali lettere scriverai tu con tal perfezione la intera
figurazione qual fa qui il disegno?" da Vinci

abraço, Raul!

há palavra disse...

Nydia!
Bela, preciosa contribuição! De quem fez do pintar uma ação de nos por no centro do mundo...
Grazie!

Marcantonio disse...

Van Gogh sempre foi fundamental para mim. De alguma forma sempre me alimentou espiritualmente. Estou sempre lendo e relendo suas cartas. A de julho de 1880 é dos depoimentos mais humanos e comoventes que já li na vida.

Bela postagem.

Abraço.

há palavra disse...

Marco,
grato pela presença e sensibilidade. Compartilho contigo a admiração, Van Gogh foi o primeiro pintor a me encantar - e encantado estou até hoje!
Abraços, bons caminhos...

betina moraes disse...

van gogh foi meu primeiro pintor, sua personalidade artística jamais foi compreendida, suas pinceladas são as próprias palavras rasgando-se da tela. é inimitável e emocionante!

que post bacana, raulamigo, você é bastante sensível ao belo.


abraços!