quinta-feira, 5 de agosto de 2010

vá lá







querer de gente
puro ser
por acidente







[R.M.]

imagem: Macaparana
+ sobre o artista: www.rioartecultura.com/macaparana.htm



.

8 comentários:

leonorcordeiro disse...

Oi Raul !
Foi um prazer receber a sua visita no Dança das Palavras e também encontrar o seu espaço.
Voltarei mais vezes para mergulhar em versos e cores.
Abs!

Pia Fraus disse...

a contingência das suas necessidades...

até

betina moraes disse...

você sempre acerta no tom e na (des)medida!


um grande abraço, meu amigo!

há palavra disse...

Grato, Leonor!
Sigamos caminhando por essa ponte sutil - e mergulhando no rio, sempre que as palavras pedirem...
Abraços!

há palavra disse...

Susana,
é isso: entre contigências e necessidades, a parte do todo que é propriamente humano se intromete...
Abraços e inté também!

há palavra disse...

Betinamiga!
O "sempre" é pura gentileza tua - que recebo de bom grado... Quisera eu a permanente precisão da vida: [des]medida sob medida!
Abraços [des]medidos!

mariana disse...

gosto muito das suas sínteses.

há palavra disse...

:



verborragia
verbo azia



.