domingo, 20 de maio de 2012

Confluências: Clarice Villac




integração -

raízes & escadas...

transmutação -

coração em camadas...



.



Poema de 
Clarice Villac
para 
"Figura
gravura em metal [água forte] 
de
Raul Motta



+

Clarice Villac

12 comentários:

Luiza Maciel Nogueira disse...

adoro esses diálogos de arte e poesia/ são tão importantes para a nossa sobrevivência com a energia que nos alimenta - um encontro importantíssimo

beijos

Cristiano Marcell disse...

Belo diálogo dos dois!

Muita paz!

Raul Motta disse...

Luiza,

é isso mesmo: encontro de linguagens, soma de sensibilidades!

Abraços, bons caminhos...

Raul Motta disse...

Grato, Cristiano!

Como disse mestre Quintana, no seu "Pequeno Poema Didático", viver é exercer "um eterno diálogo"...

Abraços, bons caminhos!

Lídia Borges disse...

Artes que se enlaçam, veias e artérias de um mesmo pulsar.

L.B.

Clarice Villac disse...

:~)

BAR DO BARDO disse...

entidade

(evanescente)

Eleonora Marino Duarte disse...

raulamigo,

gravura e texto em casamento de casulo. ótimo! pareceu que ambos nasceram do mesmo tecer.


faz tempo não venho, mas estou retomando a leitura nos blogs e a escrita no versos & ideias.


um beijo.

Raul Motta disse...

Lídia,

grato pela presença e sensível comentário!

Abraços, bons caminhos...

Raul Motta disse...

Clarice,

:)))

Abraços, bons caminhos!

Raul Motta disse...

Henrique,

disse tudo - com pouco!

Abraços, bons caminhos pra ti!

Raul Motta disse...

Eleonora,

grato pela presença e pelas palavras! Bom saber que estás de volta...

Abraços, bons caminhos pra ti!