quarta-feira, 7 de março de 2012

a dia





dia
a
dia
a vida
flui
e
vai
só não vê
não vive
quem
o dia
adia






[R.M.]

+

imagem
caligrafia de San-u Ayoama

4 comentários:

Elisa Zambenedetti disse...

Em poucas palavras, de forma simples uma verdade foi dita.
Beijos.

Cristiano Marcell disse...

Muito bonito, meu caro! Nínguém nessa blogosfera tem versos mais preci[o]sos e objetivos!

Raul Motta disse...

Elisa,

grato pelas palavras - simplicidade é sempre uma meta a perseguir, apesar da complexidade intrínseca e inerente às palavras...

Abraços, bons caminhos pra ti!

Raul Motta disse...

Cristiano,

sem querer - será? - você e Elisa tocaram em pontos que considero centrais: simplicidade e objetividade. Ambas qualidades que prezo, mas muito difíceis de se atingir... Se você acha que cheguei lá, fico feliz...

Abraços, bons caminhos e grato pela presença e comentário!